Receita de Pão Sem Glúten (1ª versão)

Em Portugal a tradição de comer pão é bastante antiga e está na base da alimentação portuguesa, apesar do pão atual ser muito diferente do “pão de Cristo”.

Atualmente, a maioria das farinhas usadas no fabrico do pão são feitas a partir de cereais geneticamente modificados, o que há alguns anos atrás era impensável que acontecesse. 

A acrescentar a este problema está a presença do glúten, naturalmente presente em cereais, como trigo, cevada e centeio. 

Glúten significa “cola”, o que explica o seu aspeto viscoso e é uma proteína difícil de digerir, sendo por isso capaz de provocar diversos problemas de saúde, até mesmo para aqueles que não apresentam intolerância a esta proteína.

O pão marca presença obrigatória à mesa da maioria dos portugueses. 

E não se fica por aqui, já que a maioria não dispensa a sua torrada com manteiga ao pequeno-almoço ou à ceia, a sua sandes ao lanche, ou até como substituto de algumas refeições principais, principalmente quando o tempo escasseia.

O meu objetivo é publicar receitas saudáveis e que contribuam para melhorar a saúde e o bem-estar físico e mental, por isso decidi publicar esta nova versão de Pão, completamente Isento de Glúten e que é o resultado de várias experiências que fiz.

Esta receita destina-se a todos os que iniciaram agora a Dieta Paleolítica, a todos aqueles que finalmente decidiram começar esta nova forma de viver e a todos os Celíacos (intolerantes ao glúten).

Com esta nova versão de Pão, podes ter o prazer de o continuar a consumi-lo, com a enorme vantagem de ser totalmente saudável.

Futuramente, publicarei outras receitas de Pão sem glúten, para que possas escolher e adaptar ao teu gosto pessoal.

Esta e muitas outras receitas que irei publicar, mostram como a nossa imaginação e abertura de espírito, nos podem oferecer uma alimentação saudável sem necessidade de nos privarmos daquilo que mais gostamos… 

Só precisamos substituir e inovar!

Esta é então a 1ª versão!

Ingredientes:

  •  7 Colheres de sopa de farinha de arroz (isenta de glúten);
  • 3 Colheres de sopa de maisena (sem glúten);
  • 3 Colheres de sopa de farinha de amêndoa (podem comprar amêndoas inteiras e tritura-las num processador);
  • 3 Colheres de sopa de linhaça moída;
  • 2 Colheres de sopa de farelo de aveia (sem glúten);
  • 2 Colheres de sopa de fermento (sem glúten);
  • 1 Ovo;
  • 1 Pitada de sal marinho;
  • 2 Iogurtes naturais;
  • Água q.b

 

Modo de Preparação:

Num recipiente, começa por misturar todos os ingredientes secos, ou seja: 

a farinha de arroz (isenta de glúten), a maisena, a farinha de amêndoa, a linhaça moída, o farelo de aveia (sem glúten), o fermento (sem glúten) e o sal marinho.

Em seguida, acrescenta o ovo e os iogurtes naturais aos teus ingredientes secos e misturem bem. 

No final adiciona água suficiente para dar liga à tua massa (normalmente ¼ do copo de iogurte é suficiente).

Está então na hora de forrares uma forma de bolo inglês com papel vegetal e barra-la com manteiga.

Para finalizar, verte a tua massa de pão na forma e leva ao forno, a 180 graus (de preferência já aquecido). 

O tempo de cozedura pode variar, de forno para forno, mas para saberes se o teu pão se encontra cozido, usa a técnica do palito!

Quando o pão estiver cozido delicia-te com uma fatia de Pão Isento de Glúten, com manteiga ou queijo!

Receita de Pão Sem Glúten (1ª versão)

Pão Isento de Glúten

“E como a saúde é o nosso bem mais precioso, come com prazer, de forma saudável e sem sentimentos de culpa, o teu corpo agradece!” (Carla Coelho)

Comentários

7 thoughts on “Receita de Pão Sem Glúten (1ª versão)”

  1. Caro Carlos, sem dúvida nenhuma que é 1 grande alternativa ao pão convencional, eu próprio faço o pão paleo e gosto bastante…. 1 bem haja a tua iniciatia, continua assim.

    1. Obrigado Bruno, sei que consomes este pão á algum tempo conseguindo sempre ficar magro e saudável. Continua, este pão é uma boa alternativa ao pão tradicional já que nós não consumimos pão de trigo nem de centeio.

  2. Bom bom bom sr.dotor Coelho não se esqueça da qui do barrigas ou melhor fui barrigas hehe é que tenho aqui uns queijos de cabra bem fresquinhos que são mesmo a medida desse pão.

    1. Obrigado Ricardo, Já foste intitulado de “barrigas” quando consumias todo aquele pão de trigo repleto de gluten. Atualmente continuas a comer pão, mas pão sem gluten igual ao exposto neste artigo e a barriga desapareceu além dos 30 kg que perdeste. Continua…

  3. Ola bom dia, no primeiro paragrafo faz referência à farinha de coco, mas nos ingredientes não aparece. Qual a quantidade de farinha de coco? Obrigada.

    1. Olá, Cláudia!
      Já alterei a receita do pão sem glúten, pois por lapso escrevi farinha de coco, em vez de maisena ( esta é que consta da lista de ingredientes).
      A farinha de coco, pertence a uma outra versão de pão que irei publicar futuramente.
      Obrigado, por me teres alertado!

Deixa um comentário