ÓLEO DE COCO – A MELHOR FONTE PARA TURBINAR OS NIVEIS DE TESTOSTERONA

Oleo de CocoTodos sabemos que a gordura saturada tem sido “demonizada” por alguns médicos, nutricionistas e pelos Mídea em geral… Afinal vivemos na era da Lipidofobia!

Ultimamente tenho assistido à publicação de vários artigos que falam mal do consumo de óleo de coco, não fosse o coco constituído por cerca de 92-96% de gordura saturada! Já era de esperar que esta percentagem de gordura tivesse impacto negativo, tanto nas redes sociais, como junto da classe médica e de nutricionistas!

Mas afinal de que lado está a razão?

Quando temos dúvidas, nada melhor que pesquisar sobre o assunto… Mas há que ter bastante cuidado com as fontes de pesquisa, pois nem tudo o que lemos corresponde à verdade. Pesquisem os artigos científicos existentes no Google académico acerca desta matéria, e quando digitarem “coconut oil” benefits, vão encontrar cerca de 52800 resultados, que demonstram através de estudos e de citações, todos os benefícios do óleo de coco.

São milhares de evidências que demonstram os benefícios do óleo de coco, que apesar de possuir um alto teor de gordura saturada, é o melhor protetor contra doenças cardiovasculares! Ele ajuda a equilibrar o colesterol, aumentando os níveis de HDL (colesterol bom) e diminuindo os níveis de LDL (colesterol ruim) e regulando assim, todo o perfil lipídico!

A título de curiosidade, posso dizer-vos que na população de Tokelau no Pacífico Sul, cerca de 60% das suas calorias são provenientes do consumo de coco e, as doenças cardiovasculares são extremamente incomuns neste povo!

Outro exemplo é o que se passa em Papua Nova Guiné, em que os Kitavan consomem coco diariamente, sendo este a sua principal fonte de gordura, no entanto não existem registos de doenças cardíacas.

Eu consumo, diariamente, uma a duas colheres de óleo de coco, porque pesquisei bastante acerca dos seus benefícios e quero usufruir deles! Esta gordura tem muitos efeitos benéficos, não só a nível cardiovascular, como também a nível da função tiroidea, do aumenta da taxa metabólica e do seu poder antioxidante.

Sem dúvida que o óleo de coco é a melhor gordura que podem consumir!

É ótimo para cozinhar, pois por ser saturado e baixo em colesterol, não oxida quando é submetido a elevadas temperaturas.

Mas deixemos agora os benefícios que o óleo de coco tem para a saúde em geral, e passemos ao poder que tem em turbinar os níveis de testosterona, que é afinal o objetivo deste artigo!

ÓLEO DE COCO E TESTOSTERONA

Já foram vários os artigos, onde referi que existem várias fontes de gorduras boas como: gorduras animais (especialmente se forem de origem biológica), ovos, manteiga, banha, azeite, …

Mas o que distingue a gordura do coco, das outras boas fontes de gordura?

A presença dos MCTs (triglicerídeos de cadeia média).

Os ácidos gordos de cadeia média possuem 6 a 12 cadeias de carbono ligadas entre si e são metabolizados de maneira diferente das outras gorduras.

Estas gorduras são transportadas diretamente para o fígado e usadas, ou como fonte de energia instantânea ou convertidas em corpos cetónicos. Essa energia instantânea aumenta a taxa metabólica, o que também acontece com a produção de corpos cetónicos!

O nosso cérebro necessita de glicose ou de corpos cetónicos para manter em plenitude as suas funções cerebrais… Se não possuir glicose, utiliza os corpos cetónicos, que resultam do metabolismo das “boas gorduras”. Os corpos cetónicos constituem um alimento bastante mais poderoso para o nosso cérebro, que as moléculas de glicose!

Os corpos cetónicos são moléculas solúveis em água e que conseguem atravessar a barreira hematoencefálica, uma barreira que faz parte do sistema nervoso central e que mantêm o cérebro protegido de todas as substâncias nocivas para o cérebro e que circulam na corrente sanguínea. No fundo é como uma película que envolve o nosso cérebro e que se comporta como um escudo protetor!

Os corpos cetónicos conseguem transpor essa barreira e levam consigo energia para o cérebro.

Para conseguirmos obter mais corpos cetónicos no nosso organismo, relembro que é necessário, consumir mais gorduras boas, como as que estão presentes no óleo de coco, reduzir o consumo de hidratos de carbono e fazer jejum intermitente!

Como já referi, o óleo de coco é rico em gordura saturada, e como também já fiz referência várias vezes noutros artigos, este é o melhor tipo de gordura para aumentar a produção de testosterona! Daí o óleo de coco ser muito bom para turbinar os níveis desta hormona.

APROVEITA AS NOVIDADES DO BLOG TREINO NATURAL
Junta-te ao estilo de vida de Treino Natural e viverás saudável, poderoso, com um corpo estético e natural!
Nós odiamos spam. 100% seguro!

Além disso também o considero como um percursor da testosterona, tanto devido ao seu elevado poder antioxidante, como devido aos benefícios que apresenta para a função tiroidea!

Mas, até hoje, ainda não foram feitos estudos em humanos, que relacionem o consumo de óleo de coco com o aumento dos níveis de testosterona. Porquê?

A resposta é simples… O óleo de coco é natural e não necessita de patente, então, para a indústria farmacêutica, não é rentável esse tipo de pesquisa!

Felizmente foram efetuados vários estudos em ratos, do sexo masculino, que possuem sistemas reprodutores quase idênticos aos nossos.

Nas experiências efetuadas, verificou-se que os efeitos antioxidantes do óleo de coco se manifestavam prevenindo o estresse oxidativo nos testículos. Isso refletia-se nos níveis de testosterona, que não sofriam decréscimo devido a danos oxidativos.

Durante essas experiências, 4 grupos de ratos Wistar machos, foram alimentados à base de dietas que continham óleo de soja, óleo de coco, óleo de semente de uva ou azeite de oliva. Observou-se que a atividade das enzimas chave para a produção de testosterona, eram significativamente maiores nos grupos que ingeriram azeite e óleo de coco.

No entanto não foi apenas a atividade das enzimas que aumentou, verificou-se também um aumento dos níveis de testosterona nesses mesmos ratos, o que vem comprovar os benefícios da ingestão do óleo de coco.

Noutro estudo, também com ratos machos, combinaram na sua dieta alguns suplementos, como: cálcio, vitamina D e boro com óleo de girassol, canola + óleo de girassol ou óleo de coco. O grupo que se alimentou à base de óleo de coco + suplementos tinham os níveis de testosterona aumentados em comparação com os outros grupos, que consumiram os outros tipos de óleos + suplementação.

O óleo de coco por si só já produz efeitos positivos nos níveis de testosterona, o boro e a vitamina D3, são suplementos que contribuem para aumentar bastante os níveis desta hormona… Então, com a conjugação dos três (óleo de coco + vitamina D3 + boro) consegue-se turbinar bastante os níveis de testosterona.

E para finalizar relato-vos um outro estudo efetuado com 6 grupos de ratos machos, cada um constituído por 8 ratos, que foram alimentados com 6 diferentes fontes de gordura.

As fontes de gordura utilizadas e administradas em cada um dos grupos de ratos foram: óleo de gergelim, óleo de girassol, óleo de peixe, azeite de oliva, banha de porco ibérico e óleo de coco.

Observou-se que os grupos que foram alimentados com óleo de coco e banha de porco ibérico aumentaram significativamente os seus níveis sanguíneos de testosterona, em relação aos outros grupos.

Aliás, o grupo que ingeriu banha de porco foi o que atingiu maiores níveis de testosterona, mesmo em relação aos que consumiram óleo de coco.

Outros dos efeitos confirmados foram a redução dos níveis de LDL (colesterol ruim) e o aumento dos níveis de HDL (colesterol bom), tanto no grupo que consumiu óleo de coco, como no que consumiu banha de porco.

Ao longo do artigo tenho feito referência ao LDL, como o colesterol ruim… Bem, isto é apenas a forma mais fácil de o distinguir do HDL, pois na verdade o colesterol LDL, assim como o HDL são somente meros transportadores das moléculas de colesterol. De facto o LDL é prejudicial apenas quando está oxidado, o que acontece quando se faz uma má alimentação.

Conclusão

Apesar de toda a informação negativa à volta do óleo de coco, existem milhares de artigos científicos que comprovam exatamente o contrário, por isso o meu conselho é que, tal como eu, consumam, diariamente, óleo de coco!

Na minha opinião é uma das melhores fontes de gordura, à qual se juntam o azeite e a banha de porco.

O azeite é uma ótima gordura para ser usada crua, ou seja, para temperar alimentos no prato, enquanto o óleo de coco e a banha de porco são mais indicados para cozinhar, já que suportam melhor as altas temperaturas, sem sofrer oxidação.

O óleo de coco é cardio-protetor, aumenta a taxa metabólica e “turbina” os níveis de testosterona, mais ainda se for conjugado com vitamina D3 e boro!

O seu modo de atuação vai desde proteger os testículos do dano oxidativo, como aumentar a atividade das enzimas dentro das gonadas, o que é imprescindível quando o corpo converte andrógenos mais fracos como o DHEA e a delta 4androstenediona em testosterona.

Tenham cuidado quando comprarem óleo de coco, pois existem algumas versões nos hipermercados que contém gorduras trans e hidrogenadas… Não comprem, mesmo que seja bem mais barato! Escolham sempre óleo de coco virgem orgânico!

Termino com uma citação: “Intenção sem ação é ilusão. Ouse fazer, e o poder lhe será dado” (Lair Ribeiro)

APROVEITA AS NOVIDADES DO BLOG TREINO NATURAL
Junta-te ao estilo de vida de Treino Natural e viverás saudável, poderoso, com um corpo estético e natural!
Nós odiamos spam. 100% seguro!

2 thoughts on “ÓLEO DE COCO – A MELHOR FONTE PARA TURBINAR OS NIVEIS DE TESTOSTERONA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WordPress Anti Spam by WP-SpamShield

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.