Bacalhau com Natas

Bacalhau com NatasO bacalhau faz parte da cozinha tradicional portuguesa e é um peixe muito apreciado pela maioria, principalmente pela enorme versatilidade de pratos que apresenta.

Trata-se de um peixe com elevado valor nutricional, devido à sua riqueza em proteínas, em diversos sais minerais (iodo, fósforo, sódio, potássio, ferro e cálcio) e em vitaminas do complexo B.

Apesar de ser mais saudável adquirir bacalhau fresco, o mais comum é comprarmos bacalhau seco e salgado, por isso devemos retirar o excesso de sal, demolhando-o atempadamente.

Apresenta-se como uma fonte de ácidos gordos polinsaturados, com destaque para o ómega 3, que desempenha funções muito importantes na proteção do sistema cardiovascular, na prevenção do cancro e no auxílio do sistema imunológico.

Nesta receita podem desfrutar de todo o sabor do bacalhau com natas, de forma saudável, já que as batatas não serão fritas, nem será necessário fazer ou utilizar molho béchamel.

APROVEITA AS NOVIDADES DO BLOG TREINO NATURAL
Junta-te ao estilo de vida de Treino Natural e viverás saudável, poderoso, com um corpo estético e natural!
Nós odiamos spam. 100% seguro!

Desta vez decidi manter a tradição e utilizei natas, que são um ingrediente que utilizo esporadicamente, embora se trate de um ingrediente permitido na Dieta Paleo/Primal. As natas não são mais do que a gordura obtida do leite, mas se preferirem podem optar por outras alternativas, como créme fraîche, que são natas fermentadas, iogurte grego ou leite de coco.

Ingredientes:

– 3 Batatas-doces;

– 3 Postas de Bacalhau ou 1 embalagem de Bacalhau desfiado;

– 1 Cenoura;

– ½ Alho francês;

– 1 Cebola;

– 3 Dentes de alho;

– Azeite q.b.;

– 300 ml de Natas, ou igual quantidade de qualquer outra das alternativas que apresentei;

– 4 Ovos;

– Sal marinho e pimenta q.b.;

– 1 Folha de louro e salsa q.b.;

– Queijo da ilha ralado q.b.;

Modo de Preparação:

A primeira etapa é cozerem as batatas-doces, já cortadas em rodelas, em água temperada com sal marinho.

Num recipiente à parte devem cozer também o bacalhau, previamente demolhado, e 2 ovos.

Quando as batatas e o bacalhau estiverem cozidos, devem escorrer a água da cozedura e deixar arrefecer. No caso de utilizarem postas de bacalhau, devem limpá-lo de espinhas e desfiá-lo.

A seguir, coloquem um pouco de azeite num tacho e refoguem a cebola, o alho, a cenoura ralada, o alho francês e a folha de louro.

Quando a cebola estiver macia adicionem o bacalhau cozido e desfiado e temperem com pimenta e sal marinho (se necessário).

Envolvam o bacalhau no refogado, esperem alguns minutos para ganhar sabor e em seguida adicionem 1 pacote de natas, ou cerca de 200 ml de créme fraîche, iogurte grego ou leite de coco. A escolha é vossa!

No fundo de um tabuleiro que possa ir ao forno, coloquem as batatas-doces já cozidas e polvilhem-nas com um pouco de salsa picada. Por cima, vertam o refogado do bacalhau e adicionem os 2 ovos cozidos, cortados em rodelas finas.

Para finalizar, mexam os outros 2 ovos e adicionem ½ pacote de natas, ou cerca de 100 ml de créme fraîche, iogurte grego ou leite de coco. Temperem com sal marinho e pimenta, vertam em cima do bacalhau e terminem, polvilhando com queijo da ilha ralado.

Coloquem o tabuleiro no forno, a 180 graus, até que fique bem tostado por cima.

Acompanhem com azeitonas e com uma boa salada: de alface, agrião, tomate, beterraba, ou qualquer outra da vossa preferência.

COMAM BEM!

UMA BOA REFEIÇÃO ALIMENTA O CORPO E A ALMA!

“E como a saúde é o nosso bem mais precioso, comam com prazer, de forma saudável e sem sentimentos de culpa, o vosso corpo agradece!” (Carla Coelho)

APROVEITA AS NOVIDADES DO BLOG TREINO NATURAL
Junta-te ao estilo de vida de Treino Natural e viverás saudável, poderoso, com um corpo estético e natural!
Nós odiamos spam. 100% seguro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WordPress Anti Spam by WP-SpamShield

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.