17 Vantagens do Consumo de Kefir

KefirQuerem conhecer um dos melhores remédios naturais?

Querem conhecer os inúmeros benefícios que um alimento natural vos pode oferecer?

Apresenta-se de uma forma simples, económica, saudável e com enormes benefícios… E como tudo o que é exposto neste blog, pode ser considerado milagroso para alguns, enquanto para outros pode, simplesmente, trazer mais alguns benefícios para a saúde, devido às suas enormes propriedades medicinais.

O seu consumo pode não representar diferenças significativas para a saúde de quem  já se considera saudável, mas mesmo assim vão poder usufruir de todos os seus benefícios, já que contribui para a prevenção de diversas doenças.

Para todos aqueles que, infelizmente, padecem de alguma doença ou de algum tipo de distúrbio, certamente notarão grandes diferenças, pois vão poder sentir todo o PODER MEDICINAL, deste poderoso alimento.

O seu nome é Kefir e todos podem beneficiar com o seu consumo!

 

Um pouco da sua história…

Prevê-se que o kefir seja utilizado pelo Homem, há cerca de 4000 anos.

Nessa época, os povos da região do Cáucaso usavam-no em segredo, já que tinham receio que os seus inimigos tivessem acesso ao seu poder e que o fizessem perder as suas enormes qualidades. Estes foram os motivos, pelos quais estes povos esconderam durante tanto tempo, a forma de o produzir. A sua esperança média de vida rondava os 110 anos de idade e eles consumiam kefir durante toda a vida.

Só há cerca de um século atrás, a restante humanidade teve acesso ao kefir…

Na Rússia, um grupo de médicos acreditavam que o kefir traria muitos benefícios aos seus pacientes. Então, convenceram 2 irmãos, produtores de lacticínios, a conseguirem obter o kefir dos povos que o guardavam religiosamente. Para isso tiveram a ajuda de uma empregada, chamada Irina Sakharova, que arrebatou o coração de um príncipe da região do Cáucaso, que ao se apaixonar por ela, acabou por ser preso, acusado do seu rapto. Por ordem de Czar, o príncipe conseguiu a sua liberdade, pagando 4,5 Kg de grãos de kefir a Irina. A partir daí, toda a Rússia teve acesso ao consumo de kefir, iniciando-se a sua aplicação a nível hospitalar.

Há relatos, de que foi devido ao consumo de kefir, que os Russos conseguiram ocupar a Sibéria, uma região extremamente fria e com condições inóspitas.

O nome dos grãos varia de região para região. Na América Latina são denominados de Tibicos, na Europa, de cristais japoneses e na Ásia e Africa, de Kefir.

O consumo de kefir traz benefícios e auxilia o nosso organismo, a vários níveis:

  1. Ajuda a combater problemas no Sistema Respiratório, entre os quais: asma, bronquite e tuberculose;
  2. Previne o aparecimento de Acne e de Eczemas;
  3. Previne e auxilia na resolução de várias Patologias Renais;
  4. Previne e auxilia diversos problemas associados ao Sistema Digestivo, entre os quais: acidez excessiva, hepatite, alterações na produção de bílis, problemas intestinais, úlceras, colites, constipação intestinal, diarreia e inflamações intestinais;
  5. Ajuda a combater distúrbios do Sistema Cardiovascular, como auxiliar a regulação da tensão arterial;
  6. Favorece o Sistema Imunológico, mantendo o organismo limpo e protegido, aumentando a resistência a determinadas doenças;
  7. Auxilia a regulação da glicémia (níveis de açúcar no sague), combatendo o aparecimento de Diabetes;
  8. Comporta-se como um Anticancerígeno;
  9. Reduz o processo de Envelhecimento;
  10. Apresenta efeitos benéficos em diferentes órgãos do nosso organismo: coração, pâncreas, rins, próstata, fígado, músculos, cabelo e pele.
  11. Beneficia o funcionamento do Sistema Nervoso;
  12. Previne e combate a Artrite Reumatoide;
  13. Previne e auxilia a Osteoporose;
  14. Contribui para prevenir e combater Alergias;
  15. Contribui para combater Enxaquecas;
  16. Previne o aparecimento de Candidíase;
  17. Favorece a diminuição dos níveis de Colesterol;

Qual é a composição do kefir?

O kefir é um alimento pró-biótico, o que significa que possui microrganismos vivos capazes de favorecer o equilíbrio da flora intestinal. Os seus grãos são ricos em vários microrganismos, que vivem em simbiose, ou seja, esses microrganismos mantém uma relação vantajosa para ambos.

De uma maneira geral, o kefir é composto:

  • Por aproximadamente 37 microrganismos, que fazem parte da sua constituição;
  • Por Ácido fólico ou Vitamina B9;
  • Por Ácido pantoténico ou Vitamina B5;
  • Por diversas outras vitaminas, tais como Biotina (Vitamina B7), Niacina (Vitamina B3), Piridoxina (Vitamina B6), Cianocobalamina (Vitamina B12) e vitamina K;
  • Por diversos sais minerais, entre os quais: cálcio, fósforo, magnésio e potássio;
  • Por Proteínas;
  • Por Gorduras;
  • Por Triptofano e outros aminoácidos essenciais;

No trato gastro intestinal dos recém-nascidos podem encontrar-se vários microrganismos que também estão presentes no kefir. Com o passar dos anos, esses microrganismos, vão-se perdendo, desaparecendo do nosso intestino. Apenas os conseguimos reencontrar neste poderoso alimento, o kefir, que nos oferece inúmeros benefícios.

Como obter kefir…

O kefir pode ser comprado ou pode se adquirido, por intermédio de alguém que o possua e que esteja disponível para o doar.

A maioria das pessoas não se importam de doar kefir, pois passado algum tempo recuperam a parte que doaram, já que o kefir se for devidamente tratado, continua a desenvolver-se e a crescer.

Por isso, não tenham receio de doar Kefir e ajudar os outros a beneficiarem com o seu consumo!

Como cuidar do kefir…

Para se produzir kefir de leite (o mais usual), apenas são necessários 2 ingredientes: grãos de kefir e leite. O leite utilizado pode ser UHT, que é o mais comumente utilizado em nossas casas. Pessoalmente utilizo leite gordo, porque o considero mais “natural”, que o leite meio gordo ou magro, já que estes são submetidos a alguns processos, para lhes ser retirada parte da sua gordura.

Se puderem utilizar leite fresco de vaca ou de cabra, tanto melhor, no entanto fervam-no e deixem-no arrefecer primeiro, antes de o adicionarem aos grãos de kefir.

Vamos então ao procedimento, propriamente dito, que devem seguir diariamente para cuidarem do kefir e usufruírem de todos os seus benefícios:

  1. Num recipiente de vidro devemos colocar os grãos de kefir, juntamente com o leite, na proporção de 1 a 2 colheres de sopa bem cheias de grãos de kefir, para cerca de ½ litro de leite. O kefir vai então fermentar o leite. Não há qualquer problema se utilizarem uma maior quantidade de grãos de kefir, pois neste caso o tempo de fermentação será apenas inferior, ou seja, necessitam de menos tempo para obterem o vosso kefir de leite. É importante não colocar o kefir em recipientes de plástico e muito menos de metal.
  2. Normalmente, passadas 12 a 24 horas de fermentação, a uma temperatura de aproximadamente 20 graus obtém-se kefir de leite. No entanto, o tempo de fermentação depende, não só da quantidade de grãos de kefir utilizados, como também da temperatura ambiente. Assim em dias mais frios, poderá ser necessário um tempo de fermentação maior. Se optarem por deixar fermentar menos tempo, cerca de 6 horas, vão obter um kefir de leite bem mais suave. Uma forma de saber se o kefir está pronto, é observarem o vosso recipiente e verificarem se o leite se encontra mais denso, com aspeto de iogurte.
  3. Posteriormente, devem coar os grãos de kefir, utilizando um passador de plástico (nunca usem um passador metálico). Desta forma os grãos de kefir ficam separados do leite, que é muito semelhante a coalhada ou iogurte.
  4. O leite de kefir obtido pode ser imediatamente consumido ou pode ser guardado no frigorífico, em recipientes fechados, para ser consumido mais tarde. O tempo de conservação no frigorífico ronda os 3 a 5 dias. Ao leite de kefir podemos adicionar o que desejarmos, nomeadamente fruta fresca, mel, granola, frutos secos ou canela. No entanto, a adição de canela deve ser evitada, pois como tem ação bactericida e fungicida, pode contribuir para que o kefir perca parte da sua ação pro-biótica.
  5. Os grãos de kefir que ficaram retidos no passador voltam a colocar-se no recipiente de vidro, ao qual se volta a adicionar leite, reiniciando-se todo o processo. Existem pessoas que lavam os grãos de kefir, antes de lhes voltar a adicionar o leite. No entanto, não aconselho que o façam, uma vez que à volta dos grãos de kefir fica uma “goma branca”, chamada kefiran, que possui propriedades anti-cancerígenas. Se optarem por lavá-los, façam-no sempre com água desprovida de cloro.

O kefir é um alimento bastante nutritivo, por isso deve ser consumido diariamente e livre de grãos. Não existe qualquer problema em ingerir grãos de kefir, no entanto é mais agradável consumir o leite fermentado a partir de kefir, guardando os grãos para continuar a produzir mais e até para doar.

Os grãos de kefir podem ser fermentados a partir leite animal ou vegetal, por exemplo, a partir de leite de soja. Porém, não o recomendo, pois não considero o leite de soja uma opção saudável. A opção mais saudável será certamente o que é feito a partir de leite de coco, mas ainda não o testei por se tratar de uma opção, bastante dispendiosa.

Também existe Kefir de água mas como é fermentado com açúcar mascavado, não considero que seja uma opção saudável, para quem o consome diariamente.

Em relação à quantidade que devemos ingerir, não há uma prescrição exata. Cada um deve optar por consumir a quantidade que lhe parecer mais adequada, já que existem pessoas que chegam a consumir 1 litro por dia, sem qualquer problema.

O meu conselho, é que usem bom senso!

Como conservar o Kefir…

O kefir deve ser conservado em recipientes de vidro e em ambientes com temperaturas que oscilem entre os 10 e os 40 graus, embora a temperatura ideal para que ocorra a fermentação seja entre os 20 e os 37 graus centígrados.

O kefir pode ser refrigerado para posterior consumo, mas não pode ser congelado, já que abaixo dos 0 graus, alguns dos microrganismos são destruídos, acabando por se perder algumas das suas qualidades.

Modo de atuação do Kefir…

Como já referi anteriormente, o kefir é composto por cerca de 37 microrganismos que vivem em simbiose, extremamente benéficos ao nosso organismo.

De uma forma simples, o kefir consegue destruir microrganismos prejudiciais, que vivem no interior do nosso corpo, principalmente povoando o nosso sistema digestivo, já que é aí o seu principal alvo de atuação. Os microrganismos presentes no kefir, em conjunto com outras bactérias benéficas existentes no nosso organismo, formam uma “barreira” contra bactérias nocivas.

Como auxilia a flora intestinal, deve ser associado a uma dieta saudável, para promover a perda de peso corporal. Pode ser usado ao pequeno-almoço ou ao lanche, substituindo alimentos processados ou mesmo alimentos mais calóricos. Se o vosso objetivo, também for a perda de peso, não lhe devem adicionar mel, e muito menos açúcar.

Todos os que fizeram, ou fazem frequentemente tratamentos com antibióticos devem ingerir Kefir com frequência, para ajudarem a restabelecer a flora intestinal, que fica comprometida com o uso desta medicação.

Como alimento é facilmente digerível, rico em proteínas, cálcio e diversas vitaminas, manifestando propriedades nutritivas que exercem efeitos positivos sobre a saúde em geral, fazendo com que o organismo absorva melhor os nutrientes presentes nos outros alimentos.

O seu consumo diário melhora a recuperação de doenças e sempre que se tratarem de afeções graves, deve ser consumido várias vezes ao dia.

Tempo de fermentação…

O tempo de fermentação é o período durante o qual, a lactose, um açúcar presente no leite, é transformado em ácido lático, por ação dos microrganismos presentes no kefir.

O tempo de fermentação depende da proporção de grãos de kefir que colocamos no leite, assim como da temperatura ambiente. O efeito que produz no nosso organismo, depende do intervalo de tempo em que ocorre a fermentação:

  • Até 12 horas de fermentação = efeito laxante suave (sem causar cólicas ou diarreia);
  • De 12 a 24 horas de fermentação = regulação do funcionamento do intestino;
  • De 36 a 40 horas de fermentação = Obstipação (constipação) intestinal.

 

A importância do Kefir na proteção contra a osteoporose…

O leite de Kefir obtido a partir de produtos láteos integrais é uma das melhores fontes de cálcio, mas também de vitamina K2, vitamina esta que podemos encontrar em produtos láteos, que mantenham as suas fontes naturais de gordura. A vitamina K2 é importante na fixação do cálcio aos ossos e aos dentes, de forma que este não fique retido nos vasos sanguíneos, provocando a sua calcificação.

Existem dados que demonstram que o consumo de leite de Kefir pode reduzir em 81%, o risco de fraturas.

Casos de Intolerância à Lactose…

A intolerância à lactose é um transtorno no metabolismo da lactose, um açúcar naturalmente presente no leite, e que se traduz na incapacidade de o digerir.

Os microrganismos presentes nos grãos de Kefir, além de transformarem a lactose em ácido láctico, ainda possuem enzimas capazes de quebrar a lactose presente no leite. Desta forma, o leite de kefir obtido, que se assemelha bastante a iogurte ou coalhada, apresenta um baixo teor em lactose, em comparação com o leite tradicional.

Devido a isso, geralmente, o Kefir é bem tolerado por pessoas intolerantes à lactose.

Como nunca o testei em indivíduos que apresentam este tipo de distúrbio, aconselho a todas as pessoas que manifestam intolerância à lactose, que façam um teste, ingerindo Kefir de forma gradual, moderada e responsável.

Conclusão

– Considero o kefir mais um alimento funcional, rico em nutrientes e que foi um dos milagres que me assistiu, contribuindo bastante para a minha saúde e emagrecimento.

– Aconselho a todos a ingestão deste poderoso alimento, devido às inúmeras vantagens que apresenta, com destaque para a saúde intestinal.

– O intestino é um dos órgãos vitais que mais influencia a nossa saúde, por isso possui uma importância extrema e reflete a saúde de todo o organismo. Assim, o consumo de Kefir é um alimento essencial para quem deseja ser e manter-se saudável.

– Saliento que a maioria das pessoas não vai considerar que seja uma bebida deliciosa, mas é altamente nutritivo e extremamente benéfico para a saúde!

Termino com uma citação: “Os animais pastam, os homens comem, mas apenas o homem de espirito sabe comer.” (Anthelme Brillat Savarin)

4 comentários a “17 Vantagens do Consumo de Kefir

  1. A algumas décadas atrás quando vivia na Suiça, tinha Kefir em casa tomava todos os dias e senti-ame muito bem.
    Cá em Portugal nunca mais consegui obter-lo. Será que não me pode doar um pouco ou conhecer alguém que o possa fazer.
    Pagarei todas as desprezas de envio e se houver alguém que vendas também estou disposto a comprar.
    Obrigado

    • Olá Belmiro!

      Eu vivo em Abrantes e posso enviar-te um pedaço de Keffir através de uma transportadora, que garante a entrega em 24 horas. Os custos associados apenas serão referentes aos portes de envio cobrados pela transportadora, que segundo me informei rondarão os 5,70 euros+IVA ou 8 euros+IVA, dependendo do peso e morada de envio.
      Se estiveres realmente interessado, envia-me a tua morada completa para o seguinte email ccoelho1975@gmail.com, para que te possa enviar o keffir.
      Fico a aguardar por noticias tuas!

      Cumprimentos

      Carlos Coelho

  2. Olá, será que a adição de cacau puro ao leite de kefir é uma boa opção, ou seja, se não altera as suas propriedades nutricionais?

    • Olá David!
      Não tem qualquer problema adicionares cacau ao kefir. Talvez seja uma boa ideia da tua parte.
      Somente a canela, não deve ser associada ao kefir, porque a canela é um potente anti-bacteriano, o que poderia prejudicar as bactérias benéficas do kefir.
      Continua a consumir kefir, já que melhora a tua flora intestinal e o intestino é o mais importante na nossa saúde.

      Cumprimentos.
      Carlos Coelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WordPress Anti Spam by WP-SpamShield